quarta-feira, 5 de agosto de 2009

carta de uma mãe


"Filha querida

Hoje faz 2 anos que você entrou na minha vida. Você não foi gerada no meu ventre mas faz parte da minha alma. Lembro como se fosse hoje do primeiro dia que você chegou, com sua carinha meiga e curiosa, seu pelo brilhante e seus olhos atentos - olhos com o amarelo mais lindo do mundo. Tentei fazer da minha casa o seu lar, seu espaço e entreguei a você meu coração, desde o primeiro dia em que te vi. Queria que os dias que você passou sozinha na rua fossem esquecidos rapidamente e, para minha maior alegria, foram!

Desde o início você foi meiga e muito carinhosa, demonstrando total confiança em mim e nas pessoas mais próximas que te cercam. Lady, fina e muito mocinha, nunca aprontou nada, nunca quebrou nada e nem fez bagunça... Quando você dorme abraçada comigo e coloca sua pata no meu braço, só para sentir a minha presença, sinto como se eu ganhasse o maior presente do mundo, filha: é muito bom ter você ao meu lado, seus pelinhos na minha pele, como se fôssemos uma só. Seu miadinho é a coisa mais fofa do universo e seu amassar pãozinho é doce como o mais doce dos açúcares.

Desejo que o mundo seja um lugar melhor para que você possa crescer e ter a chance de conhecer mais pessoas especiais que vão te amar também, pois não existe a possibilidade de te encontrar e não se apaixonar. Você mudou a minha vida e a de muita gente, trouxe alegria e muita paz de espírito em um momento que eu estava sozinha e infeliz, sentindo falta da sua irmã Ski que você não teve a sorte de conhecer.

Você é uma gatinha especial. Todos os gatinhos são especiais para seus donos, mas quem te conhece mesmo sabe do que eu estou falando. Seu olhar diz mais do que muito discurso por ai. Você é leve e linda, e que seja saudável sempre... Enquanto eu estiver viva, farei o possível e o impossível para você ser feliz. E no dia em que não estivermos mais juntas, que você seja uma suave e amada lembrança para todos que te cercam.

Espero poder ser para sempre a mãe que você merece, pois você é muito mais do que eu havia desejado.

Amo você, filha linda, pretolina tudo de bom, Lelê do meu coração!"

2 comentários:

  1. Ounnn... parabéns, Lelê :) !!!

    ResponderExcluir
  2. Olá!!Tenho lido muitos blogs por aki e é meu passatempo preferido, mas em nenhum outro me emocionei tanto quanto nesse, lendo este post.Me descobri gateira há dois anos quando adotei minha primeira filha, e desde então me interesso cada vez mais por estes bichinhos.
    Gostaria de te parabenizar, e dizer que já add aos meus favoritos.
    Abraços,
    Mirna

    ResponderExcluir